Paso Gardner: Los Perros ao Campamento Paso TDP

15 de janeiro de 2017

Saindo do Campamento Los Perros

Acordamos cedo no Campamento Los Perros e fizemos nosso café da manhã: café com leite e aveia com leite. Preparamos também uma mistura de Neston com leite para levar e beber pela trilha, uma carga preciosa de energia. A cada 3 horas a gente faz esse reforço e dá para aguentar até o final do dia. Saímos de Los Perros as 8 horas em ponto.

A trilha inicia-se por um bosque que estava com muita lama. Atravessá-lo sem se sujar é um milagre. Não é frescura, mas por não sujar as poucas mudas de roupas secas que iríamos usar no restante dos dias. Equilíbrio e estratégia fazem parte desse trecho, estudando sempre onde seria o melhor local para passar.

 

Paso Gardner

Depois vem uma área de pedras, muitas pedras. O trecho é mais fácil pois podemos caminhar sem calcular onde será o próximo passo, mas aí entra os ventos fortes e a subida íngreme que desacelera a velocidade. E que ventos!

 

 

Eram 20 passos e uma parada para contemplar a paisagem. Mentira! Parava para descansar! Andar com vento contra é terrível, o passo não rende. Mas a paisagem que avistávamos compensava todo o esforço.

As 11:50h chegamos no Paso Gardner. Em uma área abrigada próximo ao totem do Paso havia 2 guardas parques na espreita para ajudar no que for preciso. Achei que nesse aspecto o parque está muito mais organizado. A dupla de meninas de Jundiaí foram as últimas a atravessarem o paso, lá pelas 15 horas e os guardas parques já estavam descendo para ‘resgatar’ elas. Elas nos contaram isso mais tarde.

Paso Gardner

A descida do paso também é bem íngreme. Os joelhos devem estar preparados. Pedras soltas, vento e a vista mais linda que já vi na minha vida: o gigante Glaciar Grey, azul, imponente e majestoso na nossa frente.

 

Quase uma hora depois vem a parte de bosque. Tem escadarias com corrimão, degraus naturais de raízes, cordas para ajudar na descida, pontes de madeira e mais lama.

 

Campamento Paso

Chegando no Campamento Paso (CONAF – gratuito) começou uma chuva intensa, que não parou até o dia seguinte. Armar o acampamento na chuva é dose! Foi nossa primeira briga de estresse dessa viagem. Um dos nossos amigos de São Paulo, que já tinha armado sua barraca Nepal, veio nos ajudar. Com a barraca armada, colocamos tudo lá dentro. Quase tudo molhado! Salvou-se apenas nossos sacos de dormir e nossas roupas (que estavam no Saco Compressor da Curtlo, que é resistente a água).

Dentro da barraca, mais calma, nos desculpamos da ‘briga’ e chorei. Muito difícil eu chorar em trilha por estresse (físico e mental). Foi a terceira vez nesses 8 anos de montanha (primeira vez, nesse dia na travessia Huayhuash, segunda vez na Pedra da Cuca em Petrópolis). Dessa vez o que fez eu me desequilibrar e sair da minha zona de conforto, foi ter molhado quase tudo. É tão bom passar por isso. A gente sente que está ficando mais forte e que pode superar qualquer outra coisa na vida.

No camping só tem um banheiro (buraco no chão onde temos que agachar para fazer as necessidades), mal cheiroso e sujo. Não tem duchas. As áreas de montar as barracas não são planas. Na minha opinião, o pior camping de todos.

Saímos para preparar nosso jantar na ‘cozinha’ do acampamento. A área é coberta, cheia de goteiras, tem só 3 paredes abrigando as pessoas lá dentro, o chão cheio de lama e muita sujeira. Foi a pior área de cozinha de todo o trekking. Se eu pudesse dar um conselho, diria para você aguentar mais 3 horas e acampar no próximo acampamento: Refúgio Grey. Não sei se vale a pena ficar no Campamento Paso com chuva.

Nosso jantar foi: sopa Vono de entrada e frango desfiado da Vapza com molho strogonoff da Fugini com purê de batatas da Hikari. Delicioso! Para economizar gás, aquecemos o pacote da carne já misturada com o molho em banho maria na água que será usada para fazer o purê de batatas. Fica a dica!

Voltamos a barraca e fomos descansar.

Tem vlog desse dia:

2 comentários sobre “Paso Gardner: Los Perros ao Campamento Paso TDP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *