Pico da Pedra Preta na Travessia da Serra Negra

10 de junho de 2017 (Pedra Preta)

Acordamos cedinho e tomamos o café da manhã na Pousada Pico da Serra Negra (da D. Sônia) e já saímos rumo ao cume da Pedra Preta a 2.572 m de altitude. A noite foi ótima nos chalés da pousada e pela primeira vez fiquei com as meninas e rimos muito antes de cairmos no sono… Estávamos com o guia Wladimir Loyola e com um grupo bem divertido de mulheres.

Início da Trilha para Pedra Preta

São cerca de 4 km de subida, mas sempre tenho esperança que seja pelo menos a metade do trajeto. Ledo engano. Foram os 4 km de subida mesmo! Ora entre a floresta, ora partes de campo aberto. A região tem muitas araucárias, que fazem a paisagem ficar com cara mais de serrana sulista.

A trilha é bem demarcada mas com algumas bifurcações que atrapalham um pouco a navegação. Cuidado se for fazer sozinho, pois uma parte do nosso grupo se perdeu na descida!

Foi inevitável uma pausa para o descanso na Pedra Pequena, pois o dia estava muito limpo e claro, que parar alguns minutos para curtir a paisagem foi obrigatório. Com o tempo mais seco, o alcance da visão era máximo, podendo enxergar a olho nu pontos como trechos da Travessia Baependi x Aiuruoca e o Parque Estadual da Serra do Papagaio.

Pedra Pequena

Pedra Preta

Serra do Papagaio ao fundo

O último trecho de quase 30 minutos para chegar ao cume é uma intensa escalaminhada. Achei a parte mais difícil, não pela exposição, mas pelo esforço físico desprendido. Mas confesso que vale a pena, ainda mais com o dia lindo como estava…

O cume da Pedra Preta

A vista lá de cima é linda! Avistamos as Agulhas Negras, Ovos de Galinha, Couto no Parque Nacional Itatiaia e ainda a Serra Fina inteirinha, inclusive a Pedra da Mina. Ainda: várias cachoeiras da região, Maromba e Maringá, já na parte baixa do Parque. Ficamos curtindo o visual por mais de uma hora. Assinamos o livro de cume e descemos!

Serra Fina ao fundo

 

Cume da Pedra Preta

A descida foi mais fácil (sempre é). Foram 2 horas e meia até chegar aos chalés. O guia de apoio que fechava a trilha, que estava com uma das meninas, se perdeu no último ponto de  água na descida. Chegaram a noite na pousada. Mas ficaram todos bem.

Já na pousada Pico da Serra Negra, a D. Sônia nos compensou com um ótimo jantar, comidinha caseira e bem gostosa.

Fomos aos chalés para descansar!

Tem vlog desse dia! Confira!

Veja os outros dias dessa travessia:

Dia 1 – Saindo do PARNA Itatiaia e chegando no Bairro Serra Negra

Dia 2 – Esse post

Dia 3 – Chegando em Maromba

Dicas de outras trilhas no:

Parque Nacional do Itatiaia

Dicas da Região de Mauá:

Véu da Noiva em Maromba

Cachoeiras Gigantes de Santo Antônio do Rio Grande

Cachoeira do Santuário, Toca da Raposa, Santa Clara e da Prata

Cachoeira Alcantilado

Cachoeira Marimbondo

2 comentários sobre “Pico da Pedra Preta na Travessia da Serra Negra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *