Pukara de Quitor em San Pedro de Atacama

26 de dezembro de 2017

Mais uma série no Chile! Mais uma temporada em San Pedro de Atacama. Desta vez, nosso objetivo principal era chegar na primeira montanha, acima dos 6 mil metros de altitude. Programado para ser o último dia dessa jornada, após 11 dias andando em altitude, nossa meta era o Vulcão Aucanquilcha (ativo), com 6.177 metros de altitude. Mas antes, para aclimatação, fizemos o Salar de Uyuni, Piedras Rojas, Vale de Marte, Vulcão Lascar. Vamos acompanhar essa série? Bora lá!


Essa é a nossa terceira vez em San Pedro de Atacama. Em 2009 fomos a primeira vez e em 2015 a segunda. Confere aí por onde já andamos por lá:

Terremoto em Calama

Cerro Toco (5.640m)

Trekking Guatin e Terma de Puritama

Salar Tara

Lagunas Altiplanicas e Piedras Rojas

Laguna Cejar e Ojos del Salar

Geiser El Tatio

Valle de la Luna

Petroglifos de Yerbas Buenas e Valle del Arcoiris

Chegando em San Pedro de Atacama

Nossa trip em 2009 a San Pedro de Atacama


CUIDADO!

Golpe do Tranportes Alma ou Vivi Transfer

Chegamos no aeroporto de Calama na tarde do dia 25 de dezembro e o pessoal do transfer que contratamos com o pessoal do nosso Hostel Mamatierra já estavam lá para nos levar até San Pedro. Pagamos ida e volta num total de 20 mil Pesos Chilenos por pessoa (cerca de 100 Reais por pessoa). Infelizmente o pessoal do Transportes Alma ou Vivi Transfer nos deu um grande golpe: no retorno que seria dia 6 de janeiro, apareceram 45 minutos antes do combinado e não nos esperaram para nos trazer de volta ao aeroporto de Calama. Segundo o pessoal da empresa, eles avisaram o staff do hostel, mas ninguém nos informou nada. Para voltar, tivemos que pagar 50 mil Pesos Chilenos em um taxi (cerca de 250 reais) e não fomos ressarcidos desse montante.

Hostel Mamatierra

Chegamos em San Pedro de Atacama e nos acomodamos no Hostel Mamatierra. Ótima localização (5 minutos a pé do centrinho), ótimo staff, limpo, e o diferencial é sua cozinha compartilhada, onde todos os hóspedes podem usufruir dos utensílios e eletrodomésticos.

Pukara de Quitor

Impacientes com o roteiro dos próximos dias, resolvemos fazer uma caminhada de 3 km até as Ruínas de Pukara de Quitor. Muitos vão de bike, mas preferimos ir caminhando para nos exercitar. Foram 25 minutos a pé desde a pousada.

A entrada é de 3 mil Pesos Chilenos por pessoa e no local há uma lanchonete, banheiros, e local para fazer um piquenique. Pukara significa ‘fortaleza’ e Quitor é o nome do local. É uma construção pré-Inca do século XII. Antes dos Incas dominarem a região viviam ali os Atacamenhos. Eles construíram tudo com pedras e ali era um local onde vigiavam os inimigos, já que a vista era privilegiada em 360º.

Há duas trilhas para fazer: a primeira até as ruínas de Quitor (de 15 minutos) e a segunda até o marco em homenagem aos Atacamenhos degolados em 1540 (de 1 hora). A vista lá de cima é linda, pois podemos avistar San Pedro inteira e o paredão de vulcões ao fundo!

Pelo caminho até Pukara de Quitor

Pukara de Quitor

Trilha curta

Trilha longa

Mirante

Marco em homenagem aos Atacamenhos degolados em 1540

 

 

Voltamos a pousada e fomos descansar.

Tem vlog do dia de hoje, confere aí:

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *