Laguna Humantay na Travessia Salkantay

10 de julho de 2017

Saindo de Cusco

Acordamos cedinho e a van com o guia Edwin já estava nos esperando no hotel para nos levar até o início da trilha para Salkantay, que faríamos em 4 dias até chegar a Machu Pichu. O guia Edwin e o grupo foi formado pelo nosso amigo Anderson Trekkinho da Nature Adventure.

Pelo caminho, em Mollepata, tomamos nosso café da manhã, lá pelas 8:30h. Depois a van nos deixou no início da trilha e seguiu com nossas mochilas até o acampamento do dia de hoje, em Soraypampa.

O início da trilha tem meia hora de subida e depois mais duas horas andando em nível, acompanhando um pequeno condutor de água, mas com vistas espetaculares do Nevado Humantay e Salkantay. Mesmo sabendo que esse trecho pode ser feito de van, vale muito a pena fazê-lo a pé para curtir a linda paisagem que aparece em cada curva do caminho.

Nevado Humantay

Nevado Salkantay

Acampamento Soraypampa

Chegamos em Soraypampa mais cedo que o previsto e resolvemos almoçar antes de subir até a Laguna Humantay, pois se deixássemos para almoçar no retorno, ficaria muito tarde. Almoçamos e um pouco antes do meio dia começamos a subida que saía do acampamento a 3.900m de altitude, até os 4.280m da laguna.

Acampamento Soraypampa

Laguna Humantay

A subida é leve nos primeiros 40 minutos e mais íngreme nos últimos 40 minutos. Mas vale muito a pena. Que vista linda! Que cor de água incrível, muito parecida com a Laguna 69 de Huaraz, no Norte do Peru.

Fomos praticamente o primeiro grupo a chegar na laguna e tivemos muita sorte, pois o sol ainda estava iluminando as águas da laguna. Ficamos lá quase uma hora e meia, e após esse tempo, a sombra do nevado sobre a lagoa infelizmente estragou a magia das cores fantásticas, que pareciam neon, sobre a superfície da água.

Laguna Humantay

Voltando ao acampamento

Comecei a descer e sem brincadeira, contei mais de 300 pessoas subindo para a laguna. Imagino como deve ter sido decepcionante para elas terem que  fotografar com pessoas por todos os lados e cantos lá em cima. Sem contar que eles perderam as cores mágicas da laguna com o sol à pino.


Dica: Vá o mais cedo possível para a Laguna Humantay, para poder aproveitar o sol à pino, pois as cores da laguna à sombra não tem o mesmo encantamento!


Voltamos para o acampamento e o mais legal é que ficamos com as barracas dentro de uma área coberta. Assim, ficamos abrigados dos ventos e do frio que faz na madrugada nesse local. O banheiro é simples e tem uma ducha fria. Há quem teve coragem de tomar banho lá, mas nós preferimos os lencinhos umedecidos!

Mais de 300 pessoas subindo para a laguna

Há também uma cozinha e área de jantar abrigada, local ideal para desfrutarmos nossas refeições. Os cozinheiros de Edwin foram ótimos, sempre com boas e saborosas refeições, quantidade suficiente para todos até repetirem e carismáticos apesar de tímidos, assim como quase todos os peruanos.

Já na barraca, fomos descansar para encarar o dia mais difícil da travessia no dia seguinte. Foi uma ótima noite!

Veja o vlog desse dia de trilha e aproveita inscreva-se no nosso canal do YouTube!

Nosso roteiro em Cusco e região

Dia 1 – Chegando em Cusco e Vale Sagrado

Dia 2 – Montanhas coloridas de Vinicunca

Dia 3 – Travessia Salkantay: Laguna Humantay – esse post

Dia 4 – Travessia Salkantay: Paso e Laguna Salkantay

Dia 5 – Travessia Salkantay: Chegando em Santa Teresa

Dia 6 – Travessia Slakantay: Chegando em Águas Calientes

Dia 7 – Machu Picchu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *